“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

09 março 2006

Institucionalidades.

Por "deformação profissional" sempre aprendi e sempre tentei transmitir através do basquetebol que, independentemente do carácter competitivo do jogo, o mais importante é a forma como se encara o desporto e a forma como lidamos com a derrota e a vitória.
Curiosamente, na presença de algumas personalidades estrangeiras, alguns portugueses com responsabilidades acrescidas pelo seu "papel" político e constituinte, não tiveram na tomada de posse do novo presidente da república, o mínimo sentido de democracia e de respeito pelas instituições, já para não dizer pela própria constituição.
Campanhas eleitorais são claramente espaços de "combate" político e ideológico que se compreende; processos eleitorais determinam democraticamente a vontade do povo e resultam numa determinada eleição.
Após o dia de hoje, ouvir de algum deputado da AR do Bloco de Esquerda ou do PCP, a palavra democracia é o mesmo que ver um "porco a voar" (excepção feita para os concertos dos pink floyd).
Que não se revejam politicamente em alguns conceitos do discursos do PR é algo óbvio e politicamente aceitável.
Que não se respeite a tomada de posse de um novo PR como instituição, como representação máxima de uma país/nação é algo que define e espelha o conceito de democracia e sentido de estado para os deputados em causa. O mínimo que lhes seria exigido era que se ouvissem das suas bancadas o respeito aplaudível pela posse do novo PR.
São estes os verdadeiros defensores da democracia e da liberdade.

1 comentário:

BaD disse...

lindo de facto os cumprimentos finais aos adversários em qualquer desafio de basquetbol. único. um desporto nobre sem dúvida.