“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

25 agosto 2009

Negócio "aguado".

Foram muitas as críticas. Foram algumas as explicações dadas. Foram muitas as histórias reveladas. São alguns os factos conhecidos.
Escrevi no Diário de Aveiro (aqui reproduzido) sobre o caso das piscinas, do ponto de vista desportivo e das relações entre os clubes e o sector público (Estado, Autarquias, etc).
Depois de tanto "ruído" (e foram mais os ruídos do que a consistência dos factos), de forma totalmente descomprometida e com o devido afastamento, tenho para mim que, mais do que uma questão de gestão ou de negócio, este processo é uma questão de "armadilha" e de "caso de polícia".

3 comentários:

Rogério Carvalho disse...

Apresentação da Candidatura do Partido Socialista.

Domingo, dia 30 de Agosto no Pavilhão dos Bombeiros Voluntários de Penalva do Castelo.

http://rogercarvalho.blogspot.com/2009/08/autarquicas-2009-apresentacao-publica.html

Cumprimentos de grande consideração e aquele abraço
Rogério Carvalho

Terra e Sal disse...

Há coisas em que custa acreditar meu caro Amigo.
Se fôr verdade o que consta, e tudo leva a crer que sim, foi um esquema desonesto mas exageradamente grosseiro e infantil.
Anda por aí muita gente habilidosa, mas refinada. Só deixam uma pontinha do rabo de fora, e não era dificil puxá-lo para ver o resto...
Mas pelo que li, estes, não se incomodaram em esconder nada de nada, o que é estranho.
A procissão saíu do adro, vamos lá ver o trajecto que vai percorrer...
Um abraço

Migas (miguel araújo) disse...

Caro amigo Terra & Sal.
Como diz... Isto parece mais uma história do que um facto! E uma história que apareceu "num" momento certo. Se tal facto tivesse ocorrido em 2008, p.ex., nem metade do ruído se ouviria. Mas é assim a vida, o desporto e a política.
No entanto, meu caro, a coisa está mais feia mais para o Beira Mar do que para qualquer outro lado.
Quanto à procissão, não acredito que vá muito mais longe do que a rotunda a seguir ao adro (no caso de falarmos da Sé de Aveiro, claro).
Um forte abraço