“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

15 janeiro 2006

Presença de Espírito

O espírito de José Socrates tornou-se real e marcou presença ontem no comício da campanha de Mário Soares, no Coliseu do Porto.
Pelo o que confirmam as sondagens divulgadas pelo DN aqui e que dão 56,7% de intenções de voto para Cavaco Silva, 18,2% para Manuel Alegre e 10,5% para Mário Soares (curioso e relevante o facto de Manuel Alegre registar maior número de apoiantes no eleitorado socialista que o próprio Mário Soares), a intervenção proferida, não espelha, no entanto, grande benifício para a candidatura de Mário Soares.
Primeiro, porque delimita e 'cola' esta candidatura ao PS e a um governo polémico e desacreditado. Deixando para Cavaco Silva o papel de alternativa e de moderação.
Segundo, porque nunca referiu o único aspecto marcante da campanha de Mário Soares: o ataque e o combate à candidatura de Cavaco Silva.
Terceiro, porque esquece as candidaturas à esquerda, minimizando-as numa tentativa falhada de concentração de votos no seu candidato.
Quarto, porque se centrou na necessidade de 'disciplina' de voto, ao tentar atingir a candidatura de Manuel Alegre, afirmando que Mário Soares é o único candidato em quem os socialistas devem apostar. Dando claramente a imagem de que a questão presidencial não passará pela eleição de Cavaco Silva, mas sim pela necessidade de sobrevivência política, não permitindo que Manuel Alegre se posicione à frente de Mário Soares.
Quinto, porque revela o 'segredo' da escolha de Mário Soares para candidato presidencial: é a opção política que melhor serve os interesses do governo rosa, por sair do seio da família socialista.
Cinco razões. Cinco dedos... uma presença em campnaha que revela uma mão cheia de nada.
Entrámos na recta final.

3 comentários:

Terra & Sal disse...

Meu caro “Migas”
Assim não vale. Com que então “sol na eira e chuva no nabal”?
O Cavaco não tem nenhuns 56%. Neste momento ronda os 50 % mas agora que já noticiou no seu Blog deve ter baixado muito mais.
O homem perde votos em cada dia, hora e minuto que passa. Só não perde quando dorme.
Com ele, as sondagens estão sempre desactualizadas, basta ele abrir a boca e lá se vão mais uns milhares de votos borda fora e, vai ser assim até ao fim, falta é já pouco tempo e somos alguns milhões, se não ficava logo segundinho do Louça, acredite.
Se ele no início da campanha tivesse ficado afónico por uns meses ganhava maioritariamente por 60% ou mais. Assim, vamos ver!
Reconheça que o homem não tem ponta de perfil, nem jeito nenhum para aquilo.
É um bom técnico, é uma pessoa empenhada, dedicada ao país mesmo, mas isso só, não chega, nem é preciso. Todos nós somos patriotas.
Um Presidente da República tem de possuir uma personalidade com características muito especiais. A questão de ser economista, poeta ou outra coisa qualquer não é importante. Imagine que até já tivemos marinheiros e militares a P.R. já viu?
Depois reconheça e não condene o Sócrates enquanto Secretário-geral do Partido Socialista a desenvolver o seu papel apelando ao voto no Soares.
Ele efectivamente é o candidato do PS quer se goste ou não.
Depois, não penso que o Sócrates e o governo estejam desacreditados.
Este país foi sendo destruído, cada um dos que por lá passaram foi descalçando as bases de sustentação, agora estamos em derrocada.
Admiro-o pela sua coragem, acredite, e olhe que cá em casa fez alguns estragos, mas se for para um futuro melhor aceito sem ressentimentos.
Quanto ao ele desejar ter um presidente da mesma cor, é natural, não é condenável, qual é o governo que não deseja isso?
Sá Caneiro, esse grande estadista, não desejou o mesmo para o seu governo de então?
Olhe o Manuel Alegre, abandonado à sua sorte, tem perfil e inspira simpatia, reconheço, a mim também… até já o vi a pescar na nossa Ria, é poeta e caçador já viu que nada mais se pode desejar para este país de mentirosos e trovadores?
Cumprimentos e simpatia
Terra & Sal

migas (miguel araújo) disse...

Caro amigo
Os dados são, obviamente, os que vou vendo e lendo.
Pronto, lá temos que processar o público, o dn, o jn , etc.
Mas que o Porf. vos está a dar um grande nó na garganta, lá isso está.
E olhe que ele tem jeito para aquilo. Pode não ter jeito para a câmara, nem ser fotogénico ou muito 'oratório'.
Mas também estamos um bocado fartros de ver naquela cadeira quem só saiba falar.
Mesmo com as limitações (ou não) constitucionais, é altura para alguém técnico e interventivo.
Mas claro... são as nossas respeitosas divergências de convicções.
Só me pareceu desajustado comparar a conjuntura social e política do tempo de Sá Carnerio coma actual. Meu caro, acho que não tem nada a haver.
Obrigado pela visita
Um abraço

Anónimo disse...

Que comentador tão pouco esclarecido! Governo desacreditado?! Só se for por reparo os erros do !pai do "Monstro" que deum um bodo aos funcionários públicos.