“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

14 janeiro 2006

Fim de semana estragado.

Nem só os abalos sísmicos, nos fazem estremecer.
Viver na zona da Urbanização da Forca, tornou-se um constante sobressalto.
Em quase seis anos de 'instalação domiciliária', numa zona que se pretendia com qualidade de vida, já assisti a tudo.
Ameaças. Assaltos a bancos. Assaltos a residências/prédios. E, essencialmente, assaltos e roubos de viaturas.
E não são meros casos isolados ou esporádicos.
Em pouco mais de 5 anos, já o senti por três vezes. E ontem foi sexta-feira 13.
Hoje de manhã, (sábado) preparava-me para ir para um treino no pavilhão do beira mar. E qual não é o meu espanto por verificar que o meu meio de transporte tinha sido vandalizado, apresentando vidros partidos.
Após contactar a PSP fiquei a saber que, até às 10 horas da manhã, o meu já era o 23º caso apresentado. Tudo numa só noite, por sinal até chuvosa. Foi rasia total.
Faltam meios à PSP. Faltam meios à Policia Municipal.
Uma certeza falta policiamento... e acima de tudo sossego na Forca.
Um constante sobressalto. Numa cidade que começa a mostrar-se meio 'perdida'.

3 comentários:

RM disse...

Caro Migas,
Fico triste pelo que te aconteceu.
Faltam de facto meios porque, em termos de comando da PSP não poderíamos estar melhor servidos.
Também na minha zona a pequena criminalidade não pára de crescer e sei que não é por culpa dos esforçados militares da GNR.
Que tal organizar-se uma campanha para forçar (quem de direito) a dotar a PSP, GNR e PM de todos os meios materiais e humanos necessários para que possamos gozar do sossego a que temos direito?
Vá lá. Avança Migas. Estou contigo! (desculpa mas esta é só para descontraires)
"Bom" domingo nesta cidade que, ao que vejo, começa a mostrar-se totalmente "perdida".

Cagaréus&Ceboleiros disse...

Isto só acaba quando aparecer um miudo desses "machucado".

Terra & Sal disse...

Lamento o sucedido caro “Migas”.
É revoltante sentir-se ou sabermos do ultraje e selvajaria gratuita que grassa cada vez mais na nossa cidade.
A punição parece ser cada vez mais leve para esses vândalos que vagueiam livremente os seus instintos de malvadez.
Falta de polícias e equipamento? Julgo que chegam para se fazer o mínimo que é exigível.
Penso que os motivos são muitos e vários. Os exemplos a que assistimos e nos relatam os jornais, são expressivos do cuidado excessivo que põem (possivelmente exigido) ao lidarem com este tipo de comportamentos e crimes que podem efectivamente ter contornos imprevisíveis.
Para lhe libertar os músculos da boa disposição quero dizer-lhe que conheço um polícia e, quem sabe, se não o conhece também…?
O seu brio profissional, se transitasse para um patrulhamento nocturno vocacionado para combater este tipo de delinquência, veria como as coisas mudavam na cidade.
Ficavam melhor servidos os cidadãos, a cidade e os turistas que nos visitam.
Se avalizar a petição não me importo de a encabeçar nesse sentido!
Por último, não diga mal de sexta-feira 13. Não foi um bom dia para si, pelo que disse e, lamento sinceramente, mas é um santo dia, acredite!
Cumprimentos
Terra & Sal