“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

25 setembro 2009

EM REFLEXÃO

Cumprindo o estipulado por força legal... antecipando uma hora!

7 comentários:

AVC disse...

Caro Miguel,

O Gorila, no seu sábio estilo de vida na "floresta das brumas", nunca se meteria nestas "confusões" das vidas complicadas dos homens!

Não sei se já estiveste "olhos nos olhos" com um destes seres magníficos mas, digo-te, que é uma experiência bastante forte!

Um abraço
Alírio

Migas "das Arábias" (miguel araújo) disse...

Caro amigo.
De facto nunca estvie num "frente a frente" com tais criaturas.
Aliás, "bichos" destes só aqui com a minha cara-metade que nasceu em Angola, lá para os lados de Lobito/Benguela. Eu... só mesmo no Zoo.
Mas como reza a ciencilogia é daqui que descendemos. Daí o recurso ao enigmático da expressão.
(Ok... já sei que tem mais cabelo que eu... mas nem todos podemso ser iguais, não é?)
Abraço

AVC disse...

Caro Miguel,

Sim foi num Zoo, por detrás da rede mas, deu para sentir a grande inteligência dos gorilas. Não sei se sabes, mas os grandes primatas têm noção da morte e, portanto, a noção deles próprios como seres individualizados!

No dia que se extingam será uma grande perda.

Um abraço.

Migas "das Arábias" (miguel araújo) disse...

Livra meu caro...
Hoje em tempos de reflexão eleitoral, estamos uma verdadeira enciclopédia... Nem faria melhor o National Geographic. LOOOL.
Muito nos ensinas...
Aliás, eu pensava que a noção da morte era generalizada a qualquer animal. Santa Ignorância.
Abraço

António Granjeia disse...

pensar já pensei
voto CDS

AVC disse...

Caro Miguel,

A noção de morte é generalizada nos animais em termos da sua fuga instintiva.

Outra coisa é o que se verifica nas classes superiores de mamíferos, consciência essa bastante sofisticada. O Gorila e o Elefante são dois exemplos.

Longe de mim está a tentativa de "ensinar" o que quer que seja a alguém mas, se eventualmente quiseres ler um bocadinho mais sobre o assunto, certamente com muito menos interesse do que o facto de alguém votar num partido político qualquer, podes ir aqui:

http://books.google.pt/books?id=yGS2daljeM8C&pg=RA1-PA12&lpg=RA1-PA12&dq=complex+apes+understand+death&source=bl&ots=0jBk_aCDI4&sig=3FlaM4qDmewm42TZdesmVm9hdJU&hl=pt-PT&ei=LAfASrvXEs_RjAfP0b08&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=3#v=onepage&q=&f=false

Um abraço.

Migas "das Arábias" (miguel araújo) disse...

Claro que vou ler... e quanto ao ensinar, a vida "ensina-nos" que passamos o tempo a aprender e a ensinar os outros. Haja quem nos queira ouvir e quem tenha a humildade para reconhecer a sabedoria da experiência alheia!