“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

21 fevereiro 2006

Vistas das vidas


A vida é feita de contrariedades. de convicções distintas: política - religião - futebol - cultura...
A vida é vista com muitos olhos, com muitas visões, com muitos prismas, com muitos pontos e vírgulas.
A comprová-lo está este texto que me enviaram via e-mail.
Um homem muito rico, estava muito doente e à beira da morte.
Pediu papel e caneta, e escreveu o seguinte:
"DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ NÃO A MEU SOBRINHO JAMAIS SERÁ PAGA A CONTA DO ALFAIATE NADA DOU AOS POBRES".
Morreu antes de fazer a pontuação.
Para quem ele deixou a fortuna?

Eram quatro os concorrentes:
1) O sobrinho fez a seguinte pontuação: "Deixo meus bens à minha irmã ? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."
2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito: "Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."
3) O alfaiate pediu cópia do original. Puxou a brasa para sardinha dele: "Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."
4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabichão, fez a seguinte interpretação: "Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do alfaiate? Nada! Dou aos pobres."
Assim é a vida. Somos nós que colocamos, os parágrafos, pontos e as vírgulas...
E isso faz a diferença e faz-nos diferentes...

1 comentário:

ovo-mole disse...

Fantástico, já não ouvia isto desde os tempos da escola primária.