“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

28 setembro 2009

Conclusões dos Rescaldos.

Em forma de RESUMO...

1. O "partido mais votado" foi a Abstenção.
2. O Partido vencedor das eleições - PS - foi o partido derrotado (perde expressivamente: perde a maioria, percentualmente desce e perde muitos deputados).
3. O CDS é o claro vencedor das eleições (dois dígitos percentuais, aumento considerável de deputados e "balança" parlamentar).
4. No meio... o PSD, mesmo não vencendo, aumentou a sua percentagem e o seu número de deputados, em relação a 2005 (liderança de Pedro Santana Lopes); o BE "pescou" consideravelmente no eleitorado socialista e a CDU, mesmo caindo para 5ª força parlamentar, subiu ligeiramente.
5. A maioria só será conquistada com: PS+CDS, PS+PSD (mesmo que apenas contando com a abstenção social-democrata nos actos parlamentares) ou PS+BE+CDU (muito improvável).

Por isso é que só houve festa na rua por parte do CDS.

3 comentários:

Anónimo disse...

Conclui-se assim, que dos 5 maiores partidos, quem perdeu foi o PS e os outros 4 ganharam todos?

A politica é mesmo especial, pois nunca ganha quem ganhou.

abç

Migas "das Arábias" (miguel araújo) disse...

Meu caro...
Não foi nada disso que eu disse!
O PSD perdeu porque falhou o seu objectivo principal: ganhar as eleições.
O PS ganhou, mas perdeu meio milhão de eleitores, quase 30 deputados, a maioria absoluta ( e a arrogância) e está refém de uma série de jogos políticos que terá que desenvolver.
Foi isso que eu disse...
Abraço

Anónimo disse...

Ah meu caro das arábias que isto lá no extremo-oriente era bem mais fácil de resolver :)

abç