“Debaixo dos Arcos” foi, e ainda é, o primeiro blogue não virtual de Aveiro. Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada": o centro do mundo...

27 dezembro 2005

As vozes e as nozes!

Por muita tinta e polémica que o assunto trouxe à praça pública aveirense, de facto foram mais asvozes que as nozes!
O dever institucional cumpriu-se e o Presidente da CMA explicou o que era devido à Assembleia Muncipal.
Mais, confirmou-se que as contas da câmara (voltando a repetir-me) tem razões que a razão política e financeira desconhecem. A unanimidade alcançada nesta assembleia para a necessidade de uma auditoria externa às contas da edilidade, mostram um quadro que se me afigura bastante negro. À parte das irreverentes e criativas 'estórias' do Dr. Raúl Martins na sua margem, o trabalho do responsável financeiro da cma acaba por ser, de facto, eloquente.
Aguardemos pela continuidade deste debate importante para o desenvolvimento de aveiro e pelo resultado prático das GOP's e Orçamento para 2006, através da sua aplicabilidade por parte do executivo durante o próximo ano.

9 comentários:

Alavarium disse...

O responsável pelas finanças da autarquia já deu imensas provas públicas de ser um completo ignorante na matéria. Basta olhar para o que ele disse há um mês e para o orçamento que agora apresenta.

migas (miguel araújo) disse...

E prestes a provar a situação complicada em que se encontra o 'mealheiro' da câmara.
Sejamos justos!

Anónimo disse...

E o Élio sobre as suas faltas disse nada. Não tem voz, nem tem nóz. Não percebe nada do assunto e passa a palavra ao vereador que mistura alhos com bugalhos.

migas (miguel araújo) disse...

Entre os seus alhos e os meus bugalhos, vai a diferença de não termos visto a mesma AM.
Porque o dr. élio esteve coerente e firme, para além de democraticamente ter reconhecido publicamente o lapso de não ter convidado as bancadas da AM para a cimeira do tgv (segundo explica o dr. raúl martins).
Quanto ao não perceber nada (nem ele, nem o vereador, segundo a sua opinião de anónimo) daqui a qautro anos teremos a oportunidade eleitoral de o julgar. Porque os outros fizeram muito. mas perderam. Deixando uma grande batata quente na mão de quem veio a seguir.

Anónimo disse...

as pessoas têm a memória curta..ou se calhar era demasiado novo mas agora já é crescidinho para se informar....o buraco da CMA já vem do tempo do Dr. Girão...que tb fez obra mas nada comparável à dos últimos 8 anos

Anónimo disse...

Ó meu amigo, vir falar agora do "buraco" que vem do tempo do Dr. Girão denota uma de duas coisas: ou absoluta falta de informação, uma vez que esse assunto está mais que esclarecido (e não ultrapassava os 600 mil contos) ou a sua memória está já um pouco parada no tempo. Sem ofensa, obviamente. E faça cá um favor à gente: não compare 600 mil contos com 36 MILHÕES de CONTOS (escrevo em moeda antiga para todos entendermos, ok?).
Deixwe-se lá de tergiversações, que não há necessidade disso, como prova a intervenção do Raúl Martins.
Cumprimentos

Anónimo disse...

não me apetece muito entrar em conversa até porque sinto que, fazendo-o de forma anónima, estou a abusar deste blog (o qual leio frequentemente e sei qual a opinião do responsável pelo mesmo sobre anonimato). No entanto, "ó meu amigo" que gosta de usar palavras caras, faça o favor de actualizar os 600 mil contos (em moeda antiga para o sr. perceber - já agora tente converter para euros - é um bom exercício para a memória) para a data actual (ou não sabe que o dinheiro não vale sempre a mesma coisa ao longo da linha temporal). Por outro lado, não sei nem quero saber qual o buraco do Dr. Girão, presidente que como já disse também fez obra de monta. O que quis dizer (sem tergiversar - não sei se é assim que se escreve) foi que é normal as camaras estarem endividades (ou com buracos - chame-lhe o que quiser). O importante é perceber qual a dimensão do buraco e qual a obra que resulta do mesmo. Para terminar, parte do buraco deixado pela câmara resulta do estádio, e este resulta da aprovação de todos (oposição na altura incluida).

Cumprimentos para si também

Ao responsável pelo blog, peço desculpa pelo anonimato - prometo que é a última vez que farei intervenções nesta qualidade (no entanto, se entender que não deve publicar este post faça o favor de o cancelar)

migas (miguel araújo) disse...

Embora defenda que todas as opiniões são passíveis de poderem ser transmitidas por quem as defende, acho que num país e, mais concratamente, numa cidade que se querem democráticas e pluralistas, não faz sentido o anonimato. Repare o último anónimo que, estando em margens opostas ás do Dr. Raúl Martins, não tenho qualquer tipo de constrangimento em contrariá-lo ou aceitar as suas ideias se for caso disso. Aqui ou na sua margem esquerda.
O que não posso publicar é anonimatos que se escondem cobardamente para denegrir, ofender e desrespeitar os outros. Ofensas a mim ou a qualquer outra pessoa que aqui comente e deixe a sua opinião. Esses eu de certeza não publico.
De qualquer forma preferia que assumisse a sua identidade.

migas (miguel araújo) disse...

Quanto ao segundo anónimo (das 12:17), se é por uma questão de saber a minha idade, digo-lhe que tenho 39 anos (mais 6 meses e 40) e que conhceço o dr. girão à muitos anos.